'Uma pitadinha de drama, um pouquinho de amor. Uma amostra de experiência, um poço de problemas. Uma busca de respostas, o lugar do desabafo. A solução da minha angústia, o começo da minha história. O conto da minha vida, a compreensão de seres humanos. Os defeitos de uma menina sensível, as qualidades de um temperamento forte. Uma opinião sagaz dos obstáculos e meu maravilhoso mundo.'

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

O que me atormenta é o que eu não sei dizer



É companheirismo, felicidade, ternura, simpatia, verdade! É complicado, é fácil. É duro, doloroso, é gostoso de sentir. Como se o mundo fosse totalmente diferente e as voltas que ele dá não mexesse no tempo, no espaço, e tudo continuasse intacto. Nada vai mudar. Vai continuar tudo ali, do jeito que está, bom do jeito que tem que ser. Aquele abraço, aquele sorriso, aquelas palavras de conforto, aquele companheirismo retratado em contos de fadas. Aquele ciúme daquilo que é meu, por direito, por luta, por ser merecedora daquilo. Um porto seguro diante da montanha-russa que é meu temperamento, que são meus defeitos oscilando com minhas qualidades. Pela minha birra, pela minha vontade de que o dia de amanhã não chegue, que a lua não dê espaço pro sol e dê aquela sensação de alívio e de que eu estou viva. Sentindo tudo isso, ao mesmo tempo, do seu lado, de um jeito confuso, de um jeito engraçado, de um jeito incerto. Como se minha cabeça não quisesse pensar que meu destino, mesmo que não fosse minha vontade, não é meu. Ele sim, vai dizer o que realmente vai ficar, se isso tudo vai ser o que eu terei que sentir, e se esse 'para sempre' que todo mundo diz e que é capaz de sentir, eu vou ter na minha vida também. Ei, eu também quero um final feliz, e quero alguém para poder sentir e falar tudo isso.

7 comentários:

  1. Nao conhecia esse seu lado "escritora", me identifiquei mto com vc.
    Sou péssima pra fazer elogios, gostei mto dos seus textos, da forma como escreve e mais, da forma q enxerga as coisas. ;)

    ResponderExcluir
  2. ...Aquele abraço, aquele sorriso, aquelas palavras de conforto, aquele companheirismo retratado em contos de fadas... e se assim disse quando dizia não saber falar, nada mais restará quando souber, pois tudo estará muito bem dito. [sorrio]. Parabéns, Loazinha, que usa as virgulas como golpes de esgrima, muito bom.

    Convido-te para ler algo em http://jefhcardoso.blogspot.com

    “Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso” (Jefhcardoso)

    ResponderExcluir
  3. Que Lindo. Me identifiquei bastante!!

    belo seu blog. beijo

    ResponderExcluir
  4. olá!!
    que texto lindo !
    *-*
    depois se puder passa nesse blog aqui www.realidadesinsanas.blogspot.com
    bjoos!

    ResponderExcluir
  5. "eu também quero um final feliz, e quero alguém para poder sentir e falar tudo isso"
    somos 2! rsrsrsrs

    ta complicado neh? xD

    beeeijo

    ResponderExcluir
  6. Ameiii .....

    Fãzona já!
    Passando sempre por aqui!
    Me segue lá também e dê uma espiadinha!

    beijocas :)

    ResponderExcluir